SOBRE

Micro, macro
Microclima, um suspiro de quintal
Um quintal de uma casa caótica
Uma calma em meio ao carnaval.

 

A história começa mais ou menos assim e vai crescendo, mudando, se reiventando a cada dia. A ideia do MICROSÍTIO é receber pessoas para vivenciarem um sítio em dimensões micro, mas em macro potencial de transbordamento. Tendo como temporário ponto de parada – ou partida – o sítio histórico de Olinda/PE, o MICROSÍTIO surge para ganhar o mundo nos mais diversos formatos.

Enquanto espaço, o MICROSÍTIO pretende receber pessoas, artistas das mais diversas áreas, para intervirem na sua própria existência: exposições, performances e oficinas são algumas das possibilidades. Troca-se residência temporária por benfeitorias para a casa, o quintal, ou o espaço urbano do entorno.

Enquanto proposta, o MICROSÍTIO se pretende nômade. De essência fluida, propõe viajar por diversas cidades do mundo, levando exposições, performances, oficinas, intervenções e benfeitorias em troca de estadia e da alegria de trocar com o outro. Na bagagem, a arte é a base para que as mais diversas tecnologias se manifestem.

Artes Visuais, Artes Plásticas, Artes Digitais e Analógicas, Eletrônica Têxtil, Intervenção Urbana, Circuitos Eletrônicos, Gestão Cultural, Marcenaria, Design, Cenografia, Expografia, Bordado, Processos Educativos, Gambiarras, Mecanismos, Espaços Efêmeros, Instalações Interativas, Oficinas Nômades, Poesia, Táticas de Guerrilha, Tecnologias Livres, Permacultura, Comida, Dança, Performance…